quinta-feira, abril 17, 2008

VOO



E lívidas abres as tuas asas
como se o tempo e o vento

mergulhasse em mim ao compasso da brisa.


Voos que se cruzam
sobre a distância
na serena quietude da memória de ti.

E em vertiginosa lentidão


percorro
ébrio os instantes de silêncio

se adormeço dentro desse sonho

de te ver um dia chegar
vestida de longe e ternura.


3 Comentários:

Blogger isabel mendes ferreira disse...

...vestida de longe e ternura....



vim...
:)


deixar-te um beijooooooooooooooooo.

4:43 da tarde  
Blogger Nenos disse...

See Please Here

1:58 da manhã  
Blogger ☆Fanny☆ disse...

O Outono, meu amigo da blogosfera surpreendeu-me com um selo de amizade... Confesso que ganhei um sorriso no coração e o meu horizonte encheu-se de estrelas....

E porque a minha admiração por ti é imensa e antiga, quero presentear-te com o selo da amizade.
Podes ir ao meu blog vê-lo e passares aos teus amigos da blogosfera.

Continuas a escrever cada vez melhor...um encanto divino!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

6:27 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial


Subscribe Free
Add to my Page